Home Artigos Battlefield 1 – Os novos mapas em comparação ao mundo real

Battlefield 1 – Os novos mapas em comparação ao mundo real

1133
0
SHARE

A nova DLC do Battlefield 1, They Shall Not Pass, chegou mostrando uma das maiores batalhas da Primeira Guerra Mundial: a Batalha de Verdun.

Mas como foi isso na vida real? A batalha de Verdun foi um enorme confronto entre a França e a Alemanha. O objetivo alemão era escolher um alvo de tal importância que forçaria os franceses a trazerem a maioria de suas forças em uma batalha desgastante que os fizessem sangrar lentamente. Os franceses perseveraram, mas o custo foi alto. Durando de 21 de fevereiro a 18 de dezembro de 1916, alegaram uma estimativa e 714.321 vidas perdidas.

Verdun era uma posição valiosa na beira oriental da França, assim como um ponto em potencial para lançar um ataque a Paris. A batalha resultou em um empurrão entre as forças, incluindo ataques contra os valiosos Fort Douaumont e Fort Vaux.

Veja a imagem do mapa no Battlefield 1:

Os alemães colocaram 1.201 canhões de artilharia em Verdun, muitos dos quais eram artilharia pesada ou “super-pesada”. A artilharia francesa incluía 388 armas de campo e 244 armas pesadas. O resultado disso foi um campo fortemente bombardeado e incendiado. Em Battlefield 1, vemos bem isso. Assim como deve, a devastação de Verdun é uma coisa terrível e impressionante de se ver.

Isso é como Verdun parecia antes do bombardeio começar:

Isso é o que ele viria a ser após o acontecido:

Battlefield 1 faz um trabalho curioso, examinando tudo para se aproximar dos campos de batalha da Primeira Guerra Mundial. Em Verdun, o jogo procura enfatizar a enorme quantidade de destruição presente. Para diferenciá-lo de outros mapas, como os usados em Kaiserschlacht, o jogo emprega uma paleta de cores diferentes. Ele troca os cinzas monótonos por um brilho vermelho e quente.

 

Em Fort Vaux o olhar é diferente. Pouco tempo é gasto fora do forte, principalmente por ser uma questão de combate a curta distância em corredores apertados. Em alguns momentos, parece o Metro de Battlefield 3 ou Operation Locker do Battlefield 4. O que faz sentido pois os fortes estavam precisamente em posições defensivas.

Fort Vaux foi atacado pelos alemães em 2 de junho e provou ser um alvo mais difícil de capturar do que Douaumont, que foi basicamente capturado durante a noite de fevereiro, quando a batalha de Verdun começou. O major Sylvain-Eugene Raynal e uma guarnição de soldados franceses mantiveram o ataque alemão por alum tempo, mas foram finalmente forçados a se renderem no dia 7 de junho. 2.740 solados alemães foram mortos ou feridos nos combates, apenas 13 soldados franceses foram mortos.

Aqui mostramos alguns soldados franceses dentro do forte:

Essa é a parte sul do forte, dois anos após a batalha:

Fort De Vaux é um ótimo mapa para o modo Rush. Os espaços apertados e pontos de encontro são perfeitos para a classe assalto, a confusão do mapa em meio a batalha se adéqua a história dele.

A maioria dos combates foi feito no subsolo, depois que o topo do forte foi ocupado pelos alemães. Fort De Vaux tem um design visual menos emocionante do que o Verdun, mas é interessante ver o quanto a jogabilidade se sobrepõe com a história.

 

Obrigado à todos pela leitura, espero que tenham gostado. Sinta-se a vontade para compartilhar, comentar, etc. Abraço!